quarta-feira, 3 de abril de 2013

Gravidez, preguica, atendimento médico, socialismo

Tava eu morrendo de preguica, eis que a Patrícia me animou a escrever.
Estou com muita preguica porque entrei no oitavo mês de gravidez. O menino se estica lá dentro e eu me vomito toda. Sim... tá foda.

Mas estou contando essa história pra ilustrar que minha nota mental para o meu post era escrever sobre o sistema político norueguês. A idéia era dar uma lida antes, pra não falar merda. Mas na verdade eu acho que não vou ler mais nada sèrio até esse bebê sair de mim. 

Eu sempre achei que a nomenclatura do sistema político era "monarquia socialista", mas uma moca no facebook disse que era "social democrata". Sinceramente não sei e estou com preguica de ler, e mais uma vez gostaria de ouvir a opinião de vocês. 

(Digo e repito, comecei a escrever este blogue afim de descobrir mais sobre assuntos que me interessam, jà que não dà muito pra discutir sobre coisas relevantes nos grupos do facebook).

Mas estando grávida e já tendo parido aqui na Noruega, dá pra ver claramente que o sistema é bem socialista, no sentido de "tem que ser igual pra todos": 
O pré natal na Noruega consiste em visitas mensais a uma enfermeira que é especialista em gravidez e partos. O parto é feito por uma dessas enfermeiras. 
Elas são chamadas "jordmor". A traducão é algo como "mãe terra". O médico só vai dar as caras no seu parto se houver complicacões. E você vai parir com uma jordmor que você nunca viu na vida, vai ser quem estiver lá de servico.
Ahn, e você tem direito a UM ultrassom, durante a gravidez inteira. 
Descobri que você pode simplesmente pedir mais ultrassons, mas precisa dizer um motivo. E esse motivo pode ser simplesmente: "estou preocupada".
Mas oficialmente, no "pacote" do pre natal consta somente UM ultrassom.


          Recepcão do centro médico para grávidas e criancas no hospital de Trondheim.


Sabe... eu nem acho assim coisa de outro mundo não, (algumas pessoas ficaram horrorizadas no Brasil quando eu contei como era o esquema) mas se formos comparar o que é um pré natal no Brasil e um pré natal na Noruega eu diria que aqui o esquema é mega socialista. 

Mas me diz: precisa MESMO de ultrassom todo mês?
Precisa mesmo de médico pra fazer parto, já que tudo correu bem durante a gravidez?
Precisa mesmo de tantos exames?

Acho que no Brasil estamos acostumados a um sistema de saúde privado, já que o público não funciona. E, claro, o que eles querem e fazer mais e mais dinheiro. Por isso agente acha que precisa de tanto exame pra tudo o tempo todo.

Aqui tem várias coisas chatas em relacão ao sistema de saúde. Já ouvi casos escabrosos de erro médico. Mas pra mim, a coisa mais chata é você não poder ir direto a um especialista. (Pra tudo você tem que passar por um clínico geral.) E normalmente esse clínico geral te manda tomar paracetamol e pronto. Poxa... se você tem um històrico de calculo renal e está sentindo dor no rim, praquê passar pelo clínico geral? Se você pariu e esta com pontos inflamados... é meio óbvio que seria mais legal ir direto num ginecologista né?

Mas... botando tudo na balanca, ainda prefiro que seja igual pra todos do que essa lambanca privatizada que rola no Brasil.

Ahn... e você paga exatamente ZERO dinheiros no parto, zero dinheiros no pré natal, zero dinheiros se você precisar ir de helicóptero parir no hospital.

Os atendimentos pediátricos e relativos a gravidez são de graca. Os atendimentos normais para adultos custam somente uma quantia justa, em torno de 50  a 90 reais.

Outra coisa que eunão entendo: porque os hospitais são cheios de obras de arte? Acho o máximo, chega a ser mais legal que ir a museu de arte contemporânea, mas deve ser uma nota preta!

Tem uns painéis lindos, umas poltronas super confortáveis, a capela é toda "scandinavian design", forrada de painéis de feltro pra assegurar o silêncio... acho o máximo, mas suponho que esse dinheiro poderia ir pra algo um pouco mais urgente. Não precisava ter TANTA obra de arte. Mas que é lindo, é.





Outra coisa, esperar atendimento num lugar desses :)

9 comentários:

  1. Nossa! Que lugar lindo hein?! Super, mega confortável. Adorei.. Acho que é por ai mesmo, Glenda! As pessoas tem q se sentir bem no lugar onde elas vão para serem cuidadas. Ainda mais num momento como esse: a Gestação e a "Parição". rs Aguenta firme ai, que já ja seu filhote estara em seus braços. Beijão! =)

    ResponderExcluir
  2. :D
    podia ser HOJE!
    Não aguento mais!
    :D

    ResponderExcluir
  3. Eu te confesso que ainda estou acostumada com o sistema de saúde do Brasil, sentido de sentir necessidade de fazer exames... Acho estranho um médico passar paracetamol pra qq coisa q vc tenha sem nem checar de fato o q vc tem. Nesse caso, eu acho um certo descaso. Ainda não fui em nenhum médico aqui. Ou melhor, precisei de contraceptivos e nosso padrinho de casamento (q é médico) me deu uma receita. E ADOREI o fato de poder usá-la por 3 vezes sem precisar perturbá-lo a cada 3 meses. rsrsrsrs :-) Mas vc citou coisas q eu tbm me questionava sobre o "exagero" de exames q são feitos durante a gestacão, no caso de estar td bem. Que lindo lugar hein. Nossa. Deus abencôe o nascimento do seu bb. Aliás, é menino ou menina? Beijoooooooo

    ResponderExcluir
  4. Claro Priscila!
    Concordo plenamente que tem horas que è foda ouvir "paracetamol e copo dagua".
    As vezes acho que o ratamento noruegues pra CANCER è paracetamol e copo dagua.
    MAS... alem dos exames esxcessivos que rolam no brasil, eu nao toquei nesse assunto no post, mas cara: ja parou pra ver a quantidade de propaganda de remedio nos consultorios brasileiros?
    Caneta, calendario, bloquinho com propaganda de remedio.... tudo muito inocente ne?
    Aqui voce vai no medico e nao ve NADA, nao tem propaganda de remedio nenhum!
    E muito seria essa coisa de automedicacao no brasil. A galera toma dipirona, dorflex e aspirina como se fosse bala. E quando chega a epoca dos resfriados? tome de xarope, sprayzinho pra garganta etc etc (tudo muito inocente ne?) Agente esquece que remedio è remedio!
    o que mais me irrita aqui è nao poder ir direto pro especialista. Acho uma perda de tempo dos diabos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre o lance das propagandas, eu concordo. Teve uma vez, fiquei esperando quase 1h pq o vendedor entrou na minha frente no médico dizendo q seria RAPIDINHO e qdo entrei, o médico me deu exatamente o remédio q o carinha tinha deixado lá pra ele... É FREUD cara... Qto à automedicacão, pra mim é indiferente pq eu ODEIO tomar remédio. rsrs Meu limite é chá de vick com apracur QUANDO estou quase morrendo de febre, ou seja, NUNCA. rsrsrs Pq penso q nem vc: remédio é remédio e não bala! Vejo a (louca) da mãe do filho do meu marido aqui... De janeiro até agora, a crianca tomou 4 ANTIBIÓTICOS pq ELA JURA q a crianca está com sei lá o q. Na verdade, ela quer operar a crianca (amígdalas). A LOUCA acha q SÓ pq ele ronca à noite (segundo ela, pq aqui em casa ele não ronca), ele precisa operar. Ela deve achar q é uma operacão simples... Nosso médico mesmo disse q ele já ouviu falar de 3 óbitos aqui com essa operacão. Com muito custo consegui convencer meu marido à pelo menos conseguir fazer um exame ou algo do tipo no menino. Pq ninguém merece sacrificar uma crianca à toa, né?! Agora estamos no aguardo.
      Agora, esse lance de passar pelo clínico primeiro é complicado aqui... Acho um absurdo. Me lembro do Brasil qdo eu era crianca. rsrsrs Mas por outro lado, eles devem querer filtrar o q de fato é sério e o q não é. Não sei... Só especulando mesmo. rsrs Minha sogra passou um aperto com uma dor de ouvido ano passado q näo conseguia respirar de tanta dor. E o clínico não queria encaminhá-la para o otorrinolaringologista. Resultado: como eu estava no Brasil, acabei comprando um remédio q meu pai usava e mandei pra ela. Diz ela q usou e melhorou. Mas vamos ver qdo eu tiver q ir num médico aqui. rsrs Vou poder falar com mais propriedade. rsrsrs
      Beijo lindona e bom final de semana! :-)

      Excluir
  5. A cronista que veio do frio :-)
    Tu escreve bem, hein Marquesa!
    Abs., bons caminhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :DDDDD lebei dois anos pra ver esse seu comentario aqui raul! pra voce ver meu nivel de bloguicidade....

      Excluir
  6. Olá! Sou nova por aqui, minha família tem planos pra morar ano que vem na Noruega, e achei muito boa a forma que você traz a realidade! Parabéns!

    ResponderExcluir